‘Grandão’ é condenado pela 2ª vez por assassinato e tentativa de homicídio ligados ao tráfico

Welington Rafael, o 'Grandão', tem condenação de setembro de 2022 por matar uma mulher no sudeste do Tocantins, em 2020. No segundo julgamento, foi condenado a 24 anos de reclusão.

Compartilhe:

Um homem conhecido como ‘Grandão’, que já cumpre uma sentença de 17 anos por assassinar uma mulher em Taguatinga, no sudeste do Tocantins, foi condenado a mais 24 anos por outro processo. Além disso, ele também foi condenado por atacar outras duas pessoas, resultando na morte de uma delas.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O primeiro crime ocorreu em 7 de novembro de 2020, quando ‘Grandão’ disparou e matou Patrícia Cascimira Barreto. Ele foi julgado e condenado por esse crime em 19 de setembro de 2022.

Os outros crimes também estão relacionados à disputa pelo controle de áreas com tráfico de drogas na região. No segundo julgamento, que ocorreu em 26 de junho, ‘Grandão’ atraiu Dailan Amorim dos Santos e Renilton Oliveira dos Santos para um local sob a falsa pretensão de comprar drogas. Quando as vítimas chegaram, foram recebidas com tiros. Dailan morreu e Renilton ficou ferido, mas sobreviveu ao ataque.

Durante o julgamento, o Ministério Público argumentou que o crime foi cometido por motivo torpe e com dissimulação, impossibilitando a defesa das vítimas. As agravantes foram consideradas válidas, e Welington Rafael, ou ‘Grandão’, foi condenado a 24 anos e 11 meses de prisão.

Inicialmente, a pena será cumprida em regime fechado. Considerando que o condenado já está cumprindo prisão preventiva e está sentenciado por outros crimes, ele deverá cumprir pelo menos 22 anos e 11 meses em decorrência desta nova condenação.