Governo Federal lança editais do ‘Enem dos Concursos’; confira cronograma e taxas

Ao todo são 6,6 mil vagas em 21 órgãos públicos federais. Provas acontecerão em 220 cidades.

Compartilhe:

O Ministério da Gestão e Inovação divulgou, nesta quarta-feira (10), informações detalhadas sobre o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), conhecido como o “Enem dos Concursos”, que visa preencher 6.640 vagas em 21 órgãos públicos federais. A iniciativa oferece aos candidatos a oportunidade de concorrer a diversas vagas em diferentes órgãos, pagando uma única taxa.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

As inscrições terão um custo de R$ 60 para vagas de nível médio e R$ 90 para as de nível superior, e os candidatos poderão se inscrever de 19 de janeiro a 9 de fevereiro. A prova será realizada em 220 cidades distribuídas nos 26 estados mais o Distrito Federal, e a expectativa do governo é de que entre 2 e 3 milhões de pessoas se inscrevam.

Serão, no total, oito editais, um para cada bloco temático:

  • Bloco 1 – Administração e Finanças Públicas
  • Bloco 2 – Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação
  • Bloco 3 – Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário
  • Bloco 4 – Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação
  • Bloco 5 – Políticas Sociais, Justiça e Saúde
  • Bloco 6 – Trabalho e Previdência
  •  Bloco 7 – Dados, Tecnologia e Informação
  • Bloco 8 – Nível Intermediário

Veja aqui o detalhamento dos cargos, especialidades e o número de vagas por cargo.

Para se inscrever, o candidato deve acessar a plataforma gov.br, escolher o bloco temático, os cargos desejados e uma ordem de preferência entre as vagas disponíveis.

A ministra da Gestão, Esther Dweck, destacou que, devido à falta de recursos, os concursos estavam restritos a Brasília, o que limitava o acesso da população. Com essa nova abordagem, a intenção é alcançar mais cidades e possibilitar que pessoas de diferentes regiões do país participem dos concursos.

A divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redações está marcada para o dia 3 de junho, com os resultados finais anunciados em 30 de julho. A convocação para a posse ou a realização de cursos de formação terá início em 5 de agosto.

Os candidatos isentos do pagamento da inscrição incluem aqueles que fazem parte do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), estudantes de faculdades beneficiados pelo Fies ou pelo ProUni, e pessoas que realizaram transplante de medula óssea.

O concurso será dividido em oito editais, um para cada bloco temático, abrangendo diversas áreas e setores.

Cotas

Haverá cotas para candidatos com deficiência (5% das vagas), candidatos negros (20% das vagas) e candidatos de origem indígena (30% das vagas destinadas à Fundação Nacional dos Povos Indígenas – Funai).

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.