Fugitivos da cadeia de Miranorte trocam tiros com a polícia em Santa Tereza

Um dos foragidos foi baleado, mas conseguiu fugir por um matagal. Outros cinco escaparam em um carro preto, seguindo no sentido a Pindorama.

Compartilhe:

A ocorrência foi na tarde desta terça-feira (31). Seis fugitivos da Cadeia de Miranorte trocaram tiros como a  Polícia Militar próximo a Santa Tereza. A informação é de que um dos foragidos foi baleado, mas conseguiu fugir por um matagal. Os outros cinco escaparam em um carro preto.

A polícia informou que o veículo dos fugitivos seguiu em sentido a Pindorama. O helicóptero da Secretaria de Segurança Pública ajuda nas buscas.

Ao todo, 18 detentos escaparam da unidade prisional após renderem dois agentes penitenciário, no domingo (29). Até o momento, cinco deles já foram recapturados.

Na fuga, o fugitivos teriam levado duas armas e a viatura do Sistema Penitenciário, além de um uniforme de técnico em defesa social. A Polícia Militar foi chamada para dar reforço ao local.

Para fugir, dois detentos renderam dois técnico em defesa pessoal enquanto era realizada a revista. Um dos servidores foi ferido com uma faca artesanal e trancado dentro de uma cela. Ele foi socorridos e levado para o hospital. Ele apresentava ferimento no pescoço e uma marca de mordida nas costas.

O agente foi levado para o hospital da cidade, mas recebeu alta durante a tarde.

Moradores da cidade contaram que viram alguns presos fugindo a pé. Já outros escaparam em uma viatura do sistema prisional. Eles também levaram uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 e um uniforme de agente penitenciário. Uma das armas era do presídio e a outra, de uso pessoal de um servidor.

A unidade tem câmeras de circuito interno, mas segundo a superintendência das penitenciárias, os detentos danificaram o computador que armazenava as imagens.

A cadeia de Miranorte tem capacidade para 12 presos e estava superlotada, abrigando 38, segundo a Secretaria de Cidadania e Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *