Família se recusar a desmontar acampamento em parque e é multada em R$ 10 mil no Tocantins

Visitas ao parque do Cantão estão suspensas por um decreto estadual por causa da pandemia do novo coronavírus.

Compartilhe

 

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins)  multou uma família de turistas em R$ 10 mil por desobedecer a uma ordem para deixar o acampamento que tinham montado no Parque Estadual do Cantão, na região de Pium, oeste do estado. A visitação à unidade de conservação está suspensa por decreto do governo estadual por causa da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o Naturatins, com o o grupo foi visto no local pela primeira vez no último dia 10 de julho e notificado para desmontar a estrutura em até 24 horas. Neste domingo (19) os fiscais retornaram ao local após uma denúncia de que a família não tinha ido embora e constaram a situação.

Ainda segundo o órgão, a família veio do estado de Goiás. Neste domingo eles receberam novo prazo de mais 48 horas para sair do local. A Polícia Militar Ambiental de Caseara informou que o responsável pelo grupo alega já ter contratado um caminhão para fazer a remoção. As equipes de fiscalização vão fazer nova vistoria no local para conferir a informação.

O Naturatins não informou quantas pessoas estavam no acampamento, mas disse que elas vão responder por crime ambiental. O instituto disse que denúncias do tipo podem ser feitas através do número da Linha Verde (0800-63-1155).

O órgão lembra que mesmo quando a atividade é permita no parque, ela só pode ser realizada com a orientação dos guias credenciados. Os fiscais destacaram ainda que as regras de visitação são para garantir a segurança do visitante, uma vez que no local existem animais ferozes e peçonhentos.