Entregador de delivery é preso suspeito de vender drogas enquanto atendia clientes no norte do Tocantins

Caso foi em Araguaína. Investigações da polícia apontam que o homem aproveitava a profissão de motoboy para traficar na cidade sem ser notado.

Compartilhe

Um entregador de delivery foi preso nesta terça-feira (3) em Araguaína por suspeita de tráfico de drogas. Segundo a Polícia Civil, o homem de 18 anos aproveitava a profissão para vender entorpecentes na cidade. Além da mochila usada para transportar alimentos dos clientes, com ele foram encontrados tabletes de crack pesando quase 3 kg e mais de 100 papelotes de cocaína.

A prisão foi feita pela 2ª Divisão de Repressão a Narcóticos (Denarc). O delegado José Anchieta de Menezes Filho disse que a ação foi deflagrada depois que investigações apontaram que o suspeito usava a profissão para também traficar na cidade sem ser notado pela polícia.

“O indivíduo utilizava-se de uma estratégia que dificultava sua prisão. Como atuava de forma disfarçada, ele dificilmente era incomodado e com isso, estava agindo livremente pelas ruas e avenidas da cidade, espalhando drogas em várias regiões”, disse o delegado José Anchieta.

Conforme o delegado, no decorrer das investigações os agentes descobriram que o homem estaria com uma considerável quantidade de drogas em casa. Os policiais foram ao endereço e encontraram entorpecentes. Além das drogas embaladas e prontas para venda, na residência foram encontradas munições.

O suspeito foi preso em flagrante e conduzido à delegacia, onde foi autuado por tráfico de drogas e posse ilegal de munição. Depois o homem foi encaminhado à Unidade Penal de Araguaína, onde permanece à disposição da Justiça.

A polícia informou que a empresa do aplicativo para o qual o suspeito prestava serviço “desconhecia completamente a dupla função que o entregador exercia”.

*Por G1