Droga apreendida em avião de igreja liderada por tio de Damares é avaliada em mais de R$ 4 milhões

Foram localizados dentro da aeronave 290kg de skunk, um tipo mais concentrado e valioso de maconha.

Compartilhe:

A investigação da Polícia Federal aponta que a droga encontrada em um avião pertencente à Igreja do Evangelho Quadrangular do Pará – liderada pelo ex-deputado federal e pastor Josué Bengtson, tio da senadora Damares Alves (Republicanos-DF) – está avaliada em mais de R$ 4 milhões.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A apreensão aconteceu em um hangar particular do Aeroporto de Belém no último sábado, quando foram localizados dentro da aeronave 290kg de skunk, um tipo mais concentrado e valioso de maconha.

Segundo a PF, o material ocupava quase todo o espaço interno da aeronave, exceto pelos assentos destinados ao piloto e um passageiro. “O forte odor indicava que o avião já estava carregado havia horas, no aguardo da decolagem”, diz a nota sobre o caso divulgada pela corporação.

Os dados do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB) confirmam que o avião de prefixo PR-WYN pertence, de fato, à Igreja do Evangelho Quadrangular. Trata-se de um Bonanza G36 fabricado em 2011 pela empresa norte-americana Hawker Beechcraft.

A aeronave foi adquirida pelos donos atuais em junho de 2020, ainda de acordo com as informações disponibilizadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Sites especializados no setor indicam que um modelo similar pode custar de R$ 3,5 milhões a R$ 10 milhões, a depender das condições e das horas de voo.

Habilitado para serviços aéreos privados, o avião da igreja está com a documentação regularizada, mas acabou apreendido na operação do último sábado. Paulo Bengtson, filho de Josué e também ex-deputado federal, relatou que a aeronave é usada há cerca de três anos para transportar pastores pelo Pará e para levar pessoas doentes em caso de necessidade.