Donos de agência de viagem são presos em Palmas por aplicar golpes no MT

Polícia Civil informou que os golpes supostamente aplicados no Mato Grosso são semelhantes aos que estão sendo investigados no Tocantins.
Compartilhe


Os empresários Ivan Wellinton Iensen da Silva, de 30 anos, e Dagma Dantas Alves Iensen, de 40 anos. foram presos nessa quinta-feira (3), em Palmas. Conforme a Polícia Civil, ele são donos da agência de viagens Milhas Top Palmas, investigada por supostamente aplicar golpes contra os clientes.

As prisões ocorreram em cumprimento a mandados de prisão temporária da Justiça do Mato Grosso por supostos crimes de estelionato cometidos naquele estado. Os mandados de prisão foram expedidos pela 4ª Vara Criminal de Cuiabá (MT), após a divulgação de reportagens sobre clientes que reclamaram dos empresários em Palmas.

De acordo com o delegado Cassiano Oyama, os supostos golpes investigados no Mato Grosso são semelhantes aos que estão sendo apurados pela Polícia Civil do Tocantins. “Eles abriram uma empresa em Palmas, tiveram atuação no Mato Grosso e recentemente voltaram para Palmas”, aponta.

Ainda segundo o delegado, a dupla tem uma empresa que trabalha com milhagem, compra passagem por milhas. “Eles anunciavam passagens com valores bem aquém do mercado, mandavam localizadores das empresas aéreas, mas esses localizadores não eram confirmados quando as pessoas iam viajar ou marcar assento”, explica.

Em setembro, dezenas de turistas do Tocantins que estavam de viagem marcada para vários destinos no Brasil e no exterior tomaram um susto ao descobrir que não poderiam embarcar.

Eles compraram pacotes com a agência Milhas Top Palmas, mas as passagens não foram emitidas e muitos passageiros afirmam ter ficado sem resposta. Um deles disse ter sofrido prejuízo de quase R$ 15 mil.