Covid-19: Tocantins chega a 381 mortes e total de infectados passa de 24,8 mil

Nas últimas 24 horas o estado registrou 13 novos óbitos e 547 novos diagnósticos da doença.

Compartilhe

 

O boletim epidemiológico divulgado, nesta sexta-feira (31), pela Secretaria de Estado da Saúde trouxe que o Tocantins registrou 547 novos casos de Covid-19 e 13 novas em decorrência da doença. Com essas confirmações o estado passa a somar 24.824 diagnósticos e 381 óbitos.

Segundo a pasta, as mortes ocorreram em diferentes dias, durante o mês de julho, mas todas foram confirmadas no boletim desta sexta-feira. As vítimas são:

  • Homem de 74 anos, morador de Dianópolis, em tratamento oncológico e hipertensão, morreu no dia 25 de julho no Hospital Oswaldo Cruz em Palmas.
  • Mulher de 68 anos, moradora de Palmas, em tratamento de câncer e diabetes, morreu no dia 26 de julho no Hospital Unimed Palmas.
  • Homem de 88 anos, morador de Palmas, com doença pulmonar obstrutiva crônica e hipertensão, morreu no dia 25 de julho no Hospital Santa Tereza em Palmas.
  • Homem de 74 anos, morador de Alvorada, morreu no dia 27 de julho no Hospital Unimed Palmas.
  • Mulher de 100 anos, moradora de Goiatins, cardiopata e tabagista crônica, morreu no dia 15 de junho no Hospital Regional de Araguaína.
  • Homem de 43 anos, morador de Colinas do Tocantins, com obesidade, morreu no dia 29 de julho na Unidade de Pronto Atendimento de Araguaína.
  • Homem de 50 anos, morador de Cariri do Tocantins, com diabetes e doença cardíaca crônica, morreu no dia 29 de julho.
  • Homem de 67 anos, morador de Tocantínia, com hipertensão e diabetes, morreu no dia 26 de julho no Hospital Ortopédico de Palmas.
  • Homem de 68 anos, morador de Pau D’arco, com diabetes, morreu no dia 28 de julho no Hospital Maternidade Irmã Rita de Arapoema.
  • Mulher de 80 anos, moradora de Araguaína, com diabetes e hipertensão, morreu no dia 30 de julho na Unidade de Pronto Atendimento de Araguaína.
  • Homem de 28 anos, morador de Araguaína, morreu no dia 29 de julho na Unidade de Pronto Atendimento de Araguaína.
  • Homem de 84 anos, morador de Araguaína, com hipertensão e tabagista, morreu no dia 29 de julho no Hospital de Campanha de Araguaína.
  • Homem de 62 anos, morador em Paraíso do Tocantins, com hipertensão e obesidade, morreu no dia 30 de julho no Hospital Geral de Palmas.
Novos casos

Dos novos casos, 251 foram em Palmas. A com as confirmações de sta sexta-feira, a capital chegou chegou ao total de 5.367 confirmações e 39 mortes. Em Araguaína, foram 22 novos diagnósticos nesta sexta-feira (31). A cidade é a mais afetada do estado com 7.051 casos, além de 93 mortes.

Também foram registrados novos casos da doença em Gurupi (95), Porto Nacional (35), Paraíso do Tocantins (22), Formoso do Araguaia (21), Fátima (11), Rio dos Bois (10), Xambioá (10), Wanderlândia (8), Lagoa da Confusão (7), Miracema do Tocantins (5), Miranorte (5), Dueré (4), Carmolândia (3), Chapada da Natividade (3), Monte Santo do Tocantins (3), Augustinópolis (2), Caseara (2), Pedro Afonso (2), Pindorama do Tocantins (2), Tocantinópolis (2), Aguiarnópolis (1), Aliança do Tocantins (1), Alvorada (1), Araguanã (1), Barrolândia (1), Carrasco Bonito (1), Colinas do Tocantins (1), Cristalândia (1), Darcinópolis (1), Goianorte (1), Goiatins (1), Guaraí (1), Marianópolis do Tocantins (1), Nova Olinda (1), Nova Rosalândia (1), Oliveira de Fátima (1), Recursolândia (1), Sandolândia (1), Santa Tereza do Tocantins (1), São Bento do Tocantins (1), Taguatinga (1) e Tocantínia (1).

Das 139 cidades do Tocantins, agora somente Mateiros não tem casos confirmados da doença até o momento. A Secretaria da Saúde informou que, do total de casos, 15.035 pacientes estão recuperados e 9.408 ainda estão em acompanhamento e isolamento. O estado tem 60 pessoas internadas em UTIs públicas e outras 49 em leitos de terapia intensiva privadas.

A rede hospitalar pública do Tocantins está com 70% dos leitos de UTI ocupados e 41% dos leitos clínicos. Os dados são referente apenas aos leitos dedicados exclusivamente a Covid-19 e geridos pela Secretaria de Estado da Saúde.

Cidades impactadas pelo coronavírus