Cinco são presos por série de assassinatos em Tocantinópolis; polícia diz que crimes são disputas entre facções

Uma operação para efetuar as prisões e cumprir 14 mandatos de buscas e apreensão foi deflagrada na manhã deste domingo (4). Houve ainda ações em Goiás e São Paulo.

Compartilhe:

Uma operação da Polícia Civil foi deflagrada na manhã deste domingo (4) para prender cinco pessoas e cumprir 14 mandatos de busca e apreensão. A ação é em resposta a uma série de assassinatos registrada nos primeiros meses deste ano em Tocantinópolis, na região do Bico do Papagaio, no norte do Tocantins. As investigadores apontam que a cidade vive uma disputa por território entre duas facções criminosas.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Ao todo 60 policiais participaram da operação, chamada de Prometeu. Um dos homens presos foi encontrado escondido dentro de um guarda-roupas. Três das prisões foram em Tocantinópolis, uma em Goiânia (GO) e outra em São Paulo (SP). A polícia ainda não detalhou o número de pessoas que foram mortas durante as ações dos criminosos.

A operação, que foi coordenada pelo delegado Tiago Daniel de Moraes, contou com o apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), Centro Integrado de Operações Aéreas (​CIOPAER), 3ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC – Araguaína) e da 2ª Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP – Araguaína​).

De acordo com o delegado, os alvos da operação eram considerados de alta periculosidade e que eles são responsáveis inclusive por execuções em plena luz do dia. Todos os presos vão responder pelo crime de associação criminosa e homicídio, e também serão investigados pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Os detidos em outros estados devem ser transferidos para o Tocantins nos próximos dias. Os que foram capturados em Tocantinópolis foram levados para a Cadeia Pública Local.