Câmeras de segurança registram momento em que PM atira a queima roupa em jovem médico em Imperatriz (MA)

Crime aconteceu durante uma festa em uma casa de shows, na avenida Beira Rio. Bruno Calaça Barbosa, que completaria 24 anos no próximo mês, formou-se recentemente em medicina em Porto Nacional.

Compartilhe:

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Câmeras de seguranças registraram o momento em que o médico recém formado Bruno Calaça Barbosa, de 24 anos, foi baleado a queima roupa na madrugada desta segunda-feira (24). O crime aconteceu durante uma festa em Imperatriz, no Maranhão.

O principal suspeito do crime é o soldado da Polícia Militar do Maranhão, Adonias Sadda. A Polícia Civil informou que logo após o crime, ele fugiu do local e até o momento não foi localizado.

Nas imagens é possível ver o jovem médico Bruno Calaça sentado em um palco conversando com algumas pessoas, quando é surpreendido pelo soldado Adonias. Em seguida, eles discutem, trocam empurrões e um disparo é efetuado.

Assista o vídeo:
Atenção: Imagens fortes

As pessoas que estavam no local, se assustam e afastam-se. De pé, o jovem médico ainda chega a trocar algumas palavras com o suspeito e, logo em seguida, cai no chão.

Soldado Adonias Sadda – Foto: Divulgação

Testemunhas relataram que o soldado abordou Bruno Calaça e questionou se ele estava armado, o jovem médico teria levanto a blusa para mostrar que não estava armado quando foi surpreendido com o disparo feito pelo policial .

Ainda não sabe a motivação do crime. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e as medidas de cunho administrativo e criminal, em relação ao soldado, serão tomadas pela Corregedoria Geral da Polícia Militar.

Foto: Divulgação

Bruno Calaça havia se formado este ano em medicina em uma universidade particular de Porto Nacional, no Tocantins. Familiares e amigos lamentaram a morte do rapaz nas redes sociais.