Câmara de Palmerópolis é suspeita de abastecer carros particulares de vereadores

Ministério Público do Tocantins começou investigar o caso após denúncia de um dos vereadores.

Compartilhe:


O ministério Público do Tocantins investiga um suposto uso de recursos públicos, destinados as despesas da Câmara Municipal de Palmeirópolis, abastecer veículos particulares dos vereadores. A investigação começou após denúncia feita pelo pelo vereador Sinomar Cassimiro de Paula (MDB).

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Informações sobre o caso foram solicitadas à Câmara. Nas informações passadas pela Casa de leis surgiu um detalhe curioso, segundo o Ministério Público. De acordo com o legislativo do município, o próprio vereador que fez a denúncia já havia solicitado combustível para abastecer seu carro particular.

Ainda segundo a Câmara, pedido teria ocorrido depois que o vereador pediu o veículo oficial da Casa para um viagem a serviço do Legislativo e foi informado que o veículo já estava agendado para outra viagem na mesma data.

O ministério público informou que instaurou um inquérito civil para apurar as condutas praticadas na Câmara de Palmerópolis e que também expediu notificação ao vereador Sinomar Cassimiro para comparecer à promotoria do municípios a fim de prestar esclarecimentos.

À Câmara, o MP solicitou cópias das guias de abastecimento dos veículos da Casa e dos combustíveis fornecidos aos vereadores para viagens de interesse do Legislativo, devendo encaminhar documentos comprobatórios de cada viagem realizada no período de janeiro de 2017 a setembro de 2019.