Cachorro chama atenção ao chorar e ficar ao lado do caixão de dona durante velório na Bahia

Caso aconteceu em Camaçari; Luzinete Lopes Dines foi vítima de um infarto e segundo familiares, 'Toy' era tratado como membro da família.

Compartilhe

Uma cena emocionante chamou atenção dos familiares de Luzinete Lopes Diniz, que morreu após ser vítima de um infarto, em Camaçari (BA). O cachorro dela ficou ao lado do caixão durante todo o velório, além de chorar bastante durante a última despedida. O animal, que foi batizado de Toy, acompanhou toda a cerimônia ocorrida no Bairro do Mangueiral, na última quarta-feira (28).

Segundo os familiares, no inicio do funeral, inclusive, cachorro não deixou ninguém se aproximar da urna. “Ele ficava do lado, sempre chamando ela, arranhando o caixão. Queria entrar no caixão quando estávamos colocando o corpo dela “, contou Jailson Santos, dono da funerária Almeida Camaçari, que trabalhou no velório, e amigo da família de Luzinete Diniz.

Jailson contou ao G1 que Luzinete e Toy tiveram uma amizade muito grande. Isso porque ela o adotou enquanto filhote. Com isso, ele sempre acompanhava a idosa no salão da Testemunha de Jeová, igreja que ela frequentava. “Ele levava ela para o salão e esperava ela sair. Ia no supermercado, era como se fosse um filho mesmo”, disse.

Ainda segundo o amigo, a família conta que o cachorro era tratado como membro da família. “Ele estava com ela desde bebezinho. Ela tinha ele como filho, tratava como filho”, contou o amigo da família.

Luzinete teve um derrame cerebral há alguns meses, mas se recuperou. Ela também desenvolveu problemas cardíacos e foi acometida por um infarto. O amigo escreveu uma postagem nas redes sociais sobre como foi presenciar o momento da despedida entre o cão e a dona.