Atriz do Tocantins concorre ao prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Gramado

Mercês Campelo está no elenco de "Barulho da Noite" da cineasta também tocantinense Eva Pereira. Ela contracenou com atores renomados como Marcos Palmeira, Emanuelle Araújo e Tonico Pereira.

Compartilhe:

A atriz Mercês Campelo, de 57 anos, que é natural de Araguaína, no norte do estado, concorre ao prêmio de melhor atriz coadjuvante no 51º Festival de Cinema de Gramado (RS) por sua atuação no filme “O Barulho da Noite”, primeiro longa-metragem do Tocantins a participar do festival. Surpresa e emocionada com a indicação, Mercês descreveu a sensação como inacreditável.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

“O Barulho da Noite” foi um dos seis filmes selecionados dentre 300 produções para o festival, sendo o único da competição dirigido por uma mulher, a cineasta, também tocantinense, Eva Pereira. A produção, que também está concorrendo em várias categorias, é um drama familiar gravado em uma fazenda próxima a Palmas.

Personagem

Na obra, Mercês interpretou a personagem Dona Vicensa, uma senhora equilibrada e líder do grupo, contracenando com atores renomados como Marcos Palmeira, Emanuelle Araújo e Tonico Pereira. A preparação para o papel durou três meses, e a gravação com a atriz levou 15 dias.

Foto: Divulgação
Trajetória

Mercês começou sua carreira artística no Grupo Ciganu’s de Teatro e Dança em 1987, destacando-se pelo talento e paixão pela atuação. Mesmo com a rotina agitada de mãe e esposa, ela encontrava tempo para ensaios e adaptações, mantendo viva sua paixão pelo teatro.

A carreira de Mercês também se cruzou com a educação, onde atuou como professora da rede estadual, considerando o professor também um artista que influencia e cativa sua “plateia” em sala de aula. A experiência teatral a ajudou a interpretar a personagem Dona Vicensa, embora tenha enfrentado adaptações de expressões e gestos para atuar na televisão.

Foto: Divulgação

Mercês compartilha o amor pela atuação, descrevendo-a como uma sensação de liberdade e a capacidade de explorar diferentes emoções e personas. Enquanto aguarda o resultado do festival, sua dedicação e devoção à arte continuam inspirando e emocionando.

“O Barulho da Noite” é ovacionado em debate

Os debates matinais tradicionais do Festival de Cinema de Gramado, que envolvem as equipes dos filmes concorrentes teve, nesta quarta-feira (16), como destaque “O Barulho da Noite”, o primeiro longa-metragem do Tocantins a participar do Festival. A equipe do filme recebeu aplausos da plateia composta por jornalistas e críticos de cinema, especialmente a diretora Eva Pereira e a atriz Emanuelle Araújo. Durante o debate, a diretora compartilhou sua intenção de retratar na tela a justiça que desejava ter aplicado na realidade.

Foto: Divulgação

Por sua vez, a atriz Emanuelle Araújo abordou a temática do filme, que também lida com abuso infantil. Ela enfatizou que o filme não busca a beleza, mas sim despertar desconforto no espectador. “Esse roteiro a Eva fez com muita pesquisa para mostrar uma realidade que existe. Não houve a intenção de romantizar. É uma história real e que busca ser colocada de uma forma incômoda”, disse.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.