Homem acusado de assassinar jovem por por dívida de R$ 45 é condenado a 22 anos de prisão em Araguaína

José Leandro da Paixão tinha apenas 19 anos quando foi morto. Ele foi executado a tiros após ser atraído pelo réu para um local deserto.

Compartilhe

O Tribunal do Júri condenou José Fernandes de Oliveira, de 34 anos, a mais de 22 anos de prisão pelo assassinato de José Leandro da Paixão. A vítima foi morta aos 19 anos em dezembro de 2020, em Araguaína, no norte do Tocantins. Os jurados concluíram que José Leandro foi executado por causa de uma dívida de R$ 45.

O crime teve repercussão na cidade, após o corpo do rapaz ser descoberto em uma região pouco povoada da cidade.

Segundo o Ministério Público do Tocantins, o réu foi sentenciado foi por homicídio qualificado por motivo fútil e dissimulação e ainda por roubo majorado, porque o acusado teria levado o celular da vítima do local do crime. Ao todo, são 22 anos, 2 meses e 4 dias de detenção.

O crime aconteceu na madrugada de 5 de dezembro de 2020. O réu teria atraído a vítima dizendo que queria negociar a dívida. Naquela altura, por causa do atraso no pagamento, ele já exigia uma quantia de R$ 150 da vítima. José Leandro estava acompanhado de um amigo, que se comprometeu a ajudar a quitar a dívida.

O réu teria parado o carro na área deserta e feito os disparos mesmo após a negociação. O jovem foi morto com dois tiros, sendo um na cabeça e outro no abdômen. O amigo dele não se feriu.

O acusado do crime estava preso desde janeiro de 2021.